Sobre Nós|Contato
  • Bandeira Brasil
    Português BR
    Bandeira USA
    English US
    Bandeira Espanha
    Español ES
    Bandeira Brasil
  • 0

Consultar Notícias

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Processo de Cloração da Água

Processo de Cloração da Água



Cloração é o processo de adição de Cloro (Cl2) à água, que anula a atividade de microrganismos patogênicos, algas e bactérias, tornando-a assim,

apta ao consumo humano como água potável biologicamente.

 

A finalidade básica, a do tratamento da água destinada ao consumo humano é eliminar totalmente as bactérias, microrganismos e impurezas que são prejudiciais à saúde.

 

O Cloro quando dissolvido à água se converte em uma mistura equilibrada formando: ácido hipocloroso + o íon hipoclorito. Sendo que, o ácido hipocloroso é

muito mais eficiente que o íon hipoclorito no seu poder bactericida.

 

A filtração e a cloração da água diminuem significativamente a carga de microrganismos, ou seja, é um processo para elimina-los ou impossibilitá-los de se multiplicarem.

 

Uma Estação de Tratamento de Água pode conter até três etapas de Cloração. Veja a seguir:


1. Pré-Cloração

 

Assim que a água chega à ETA - Estação de Tratamento de Água, o Cloro é adicionado para aumentar a eficiência do controle de algas, microrganismos e metais, oxidando os materiais que produzem sabor, odor e cor, melhorando o processo de filtração.

 

Esse processo agressivo precisa de instrumentos eficientes e robustos para que haja alta performance e resultados 100% eficazes. Os instrumentos para análises de Cloro mais indicados são:

 

- Processo: Analisador de Cloro Amperométrico (TW-52-HP) para aplicações de até 20ppm de Cloro Livre, com análises de amostras coloridas, alta turbidez, calibração on-line e não utiliza reagentes.


2. Pós-Cloração

-  Campo: Medidor de Cloro Livre, Cloro Total e Dióxido de Cloro (DM-CL), com parâmetro de medição Colorimétrico, leitura eficiente  em três gamas entre 0 a 2,50mg/L , 0 a 5,00mg/L e 0 a 11mg/L.

 

Processo conhecido como desinfecção
Nessa etapa é feita a última adição de Cloro antes da água sair da ETA, é uma forma de garantir que a água fornecida chegue isenta de vírus e bactérias, seguindo sempre a Portaria nº 2.914 publicada pelo Ministério da Saúde de 12/12/11, que estabelece padrões de potabilidade da Qualidade da Água para Consumo Humano, sendo que o Cloro deve ser no mínimo 0,2 ppm para a distribuição ao consumidor.


Essa etapa é essencial, precisa contar com instrumentos que atendam a norma e que sejam de alta qualidade, como o Analisador de Cloro Amperométrico de processo (TW-52-HP), o Medidor de Cloro Livre, Total e Dióxido de Cloro de campo (DM-CL) e o Analisador Online Potenciométrico de Cloro Livre e Total de processo (AI-CL2-HP), com método analítico Colorimétrico em conformidade com o Standard Methods, para aplicação em águas e processos, com calibração automática.

-  Campo: Medidor de Cloro Livre, Cloro Total e Dióxido de Cloro (DM-CL), com parâmetro de medição Colorimétrico, leitura eficiente  em três gamas entre 0 a 2,50mg/L , 0 a 5,00mg/L e 0 a 11mg/L.

3. Re-Cloração

Aplicado em processos muito longos de distribuição. Consiste na adição de Cloro em partes pré-determinadas de no mínimo 0,2 ppm  para a distribuição de água, garantindo o  Cloro residual exigido pela Portaria MS 2914.

 




Produtos em destaque no mês

DM-63

Fotômetro de Chama para Laboratório

Saiba Mais

DM-MRC-P1

Material de Referencia Certificado - pH 6,86

Saiba Mais

DME-CVR14

Eletrodo Combinado de pH

Saiba Mais

Venha participar de nossos cursos

Traga suas dúvidas e melhore suas rotinas.

Escolha um dos temas

disponíveis e inscreva-se!

Reserve sua vaga